quarta-feira, julho 11, 2012

Elvas Património da Humanidade


Já vai com uns dias de atraso, mas não podia deixar de saudar a classificação como Património da Humanidade das fortificações de Elvas, uma das mais encantadoras cidades portuguesas.

A UNESCO classificou o conjunto das muralhas da cidade, o forte de Santa Luzia, setecentista, o forte da Graça, saído do génio militar do Conde de Lippe (um grande "cabo de guerra" do Séc. XVIII que reorganizou o exército em tempos do Marquês de Pombal), o centro histórico da cidade (o que pressupõe a Sé, julgo eu), o soberbo e imponente Aqueduto da Amoreira, e ainda alguns fortins adjacentes. Ou seja, todo o conjunto abaluartado e algumas construções não estritamente militares. Um enorme, precioso e belíssimo testemunho da arquitectura militar e não só, que apesar das inúmeras guerras com estremenhos, castelhanos e franceses, chegou aos nossos dias intacto. Tudo graças aos elvenses, que souberam conservar a sua cidade e merecem bem este reconhecimento da UNESCO.






PS: logicamente, há que dar o mérito a quem o merece, em especial aos representantes portugueses na UNESCO.

2 comentários:

Carolina Zeferino disse...

Quando se chega a Portugal vindo de Espanha,não existe nenhum poste que indique Elvas como Patrimonio da Humanidade.

João Pedro disse...

É uma falha considerável, mas a verdade é que a classificação é muito recente, só tem dias. Decerto que há de corrigir isso.