quinta-feira, março 09, 2006

Lindo!


Fantástico, maravilhoso, histórico, épico! Não há palavras para descrever o triunfo de ontem à noite. Pela primeira vez, uma equipa portuguesa ganhou no temível anfiteatro de Anfield Road, frente à infernal bancada Kop. E logo por dois secos, perante o próprio campeão europeu em título, outro feito inédito de equipas lusas. Em duas jornadas europeias, vencemos os reds de Merseyside por três a zero. Consuma-se assim a vingança das derrotas que Ian Rush, Graeme Souness & Cia nos impuseram entre os anos setenta e oitenta.
Resumindo: talvez a maior vitória de um clube português no campo do adversário. Uma noite histórica, a fazer recordar os longínquos anos sessenta, e que prova que o Benfica definitivamente acordou. Entre os vários momentos da partida - o estrondoso golo de Simão (agora vale 20 milhões, meus caros), os falhanços dos avançados hispano-ingleses, os cânticos das duas falanges de apoio, o fair-play do público - há um de que não mais me esquecerei: o pontapé de bicicleta de Micolli, a passe de Beto (!!!), e a sua comemoração junto dos adeptos benfiquistas. Foi a consagração da vitória e a certeza de que ela não mais nos escaparia.

5 comentários:

Alma disse...

A Luz brilhou longe!

Freddy disse...

Qual banca Klop??? É KOP!!!
Parabéns!!! E sabes uma coisa? Vou ver o BARCELONA à Luz no dia 29!!!

João Pedro disse...

claro que é Kop. Já está corrigido. Vais à Luz? Olhando para aquela fila, palpita-me que vais ter mais sorte que eu.

antitripa disse...

Prontos (já sei, não é prontos...é pronto!) lá vai ter de ser o Barça a tombar a seguir...

João Pedro disse...

Os catalães bem queriam ganhar a Taça deste ano, mas têm de adiar a conquista. É assim a vida.