quarta-feira, maio 13, 2009

O Fascismo de braços cruzados


Parece que agora estar de braços cruzados em outdoors de campanha eleitoral passou a ser uma forma de fascismo. Doravante, quem estiver em momento de pausa e de braços cruzados será imediatamente denunciado pela virtuosa União de Resistentes Anti-Fascistas. Acho muito bem: afinal de contas, é uma posição ligada ao ócio, e, por consequência, à burguesia exploradora e inimiga do trabalho. Espera-se que no seu próximo artigo Boaventura Sousa Santos desenvolva os tópicos sobre o novo Fascismo-Braçocruzadismo. Revolução sempre! Braços cruzados nunca mais!

4 comentários:

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Com a tendência dos portugueses paar votar em "vítimas", se eu fosse candidato tirava uma fotografia de braço ao peito com a seguinte frase:
"Vejam como eu fiquei durante o governo de Sócrates"

JA disse...

Se fossem só os braços cruzados...

E a cara de mau?
E a foto tirada de baixo para cima?
E os slogans? Os fascistas geralmente não gostam de "bricar aos políticos".
E as bocas directas ou indirect5as contra os imigrantes?
etc, etc, etc

O actual CDS está cada vez mais parecido com os partidos fascistas que existem na Europa do Norte e centro (Le Pen e companhia).

João Pedro disse...

JA, não confundir fascistas com populistas. O Portas e Cª podem abusar da demagogia, mas não têm nada a ver com fascismo.

Carlos, aposto que essa imagem ia pesar no momento do voto.

Pedro Meira disse...

Carissímos,

Considero que os cartazes do CDS nestas eleições europeias estão muito mal conseguidos.
O ar de mau a querer transmitir seriedade do Nuno Melo não convence...assim como utilizar as temáticas da politiqueira nacional numas eleições para o Parlamento Europeu também não me parece muito apropriado.
Comento tão´só, e de forma muito breve, o que penso dos cartazes.
Relativamente ao artigo do Prof. Boaventura, não li, não leio, não lerei, há um conjunto de paineleiros e escribas da nossa praça com os quais não perco tempo, não vale a pena gastar cera com fracos defuntos.
Ab