sexta-feira, janeiro 09, 2009

Cá está
O prometido é devido: Caminha, vista na primeira hora de 2009. Atrás da árvore distingue-se a velha torre do relógio, re-inaugurada nessa mesma noite, que se tingiu de todas as cores e onde soaram as badaladas da meia-noite.


Pena que não dê para perceber a quantidade de gente que enchia a praça, e que duas horas depois, se dirigiria em peso para a Rua Direita da vila, que começa exactamente na porta da torre, rumo aos muitos pequenos bares que se sucedem dos dois lados da artéria. Pena também que esta fotografia não tenha saído no próprio dia, juntamente com um video dos concertos de Ano Novo de Viena. Mas agora é tarde...
Qual quê! Afinal só passou uma semana. Cá fica então o encerramento do último, dirigido pelo célebre maestro Daniel Barenboim; como sempre, eis a Marcha Radetzky.

Um comentário:

engº Paços de Ferreira disse...

Dios mio!
A eterna tentação de ser o "maestro que quebra as convenções, rompe as barreiras do formalismo e entra em comunhão e envolvimento com a audiência"... Não resulta em nada mais do que ser o "maestro-palhaço", já tantos o foram, agora é só mais um...
Qual é o próximo "truque"?
Atirar rebuçados para o público?
E essa história das "palminhas" a acompanhar a música!?!
Que é isto? Que pinderiquisse.
Parece que estamos num estadio de Futebol... O público são os "Super-Dragões" e o maestro o "Macaco-líder"... So lhe falta o Megafone.
Enfim, como diz o nosso povo na sua "sábia sabedoria"... "gostos não se discutem"